Está chegando o fim do ano, uma das épocas mais aguardadas pela chegada do décimo terceiro. Esse é o momento de pagar as contas em atraso, fazer as compras de Natal e até mesmo poupar para colocar em prática alguns planos para o novo ano.

Uma gama de opções se abrem com essa parcela extra de salário, que sempre chega para aliviar o bolso dos trabalhadores. Há quem diga que esse dinheiro deve ser usado para diversão e para quitar pendências, mas alguns milhares de brasileiros também pensam em fazer render essa quantia, adquirindo novos investimentos.

Afinal, você já sabe como vai investir o seu décimo terceiro? Sabe quais são as possibilidades que tem para utilizar esse dinheiro? Se está em dúvida do que fazer e procura alguma opção viável, este post é para você. 

Preparamos quatro dicas para você investir o seu décimo terceiro da melhor maneira. Está preparado? Então, vamos descobrir quais são!

Como investir o décimo terceiro?

1. Quite as dívidas

Ao receber as duas parcelas do seu décimo terceiro, evite a empolgação das compras de Natal e aproveite a época para colocar as suas contas em dia. Liste as suas dívidas e tente negociar com os credores para pagamento à vista, o que trará muitos benefícios com um acordo final.

Deixar de pagar juros e limpar o seu nome é uma maneira de investir porque, quando você poupa o seu dinheiro, se beneficia de juros pelo valor. No entanto, quando é o devedor, os juros agem de forma contrária, aumentando o monte da sua dívida em proporções muito maiores.

Faça um planejamento do seu orçamento para os próximos meses e entenda quais são as possíveis soluções para não contrair novas dívidas após a quitação. Verifique quanto você deve investir no pagamento dos seus débitos anteriores e quanto poderá poupar para ajustar as suas contas.

Por isso, para não entrar no ano novo com o pé esquerdo e colocar em risco o seu patrimônio, quitar as dívidas é a melhor forma de investir o seu décimo terceiro. Evitar contrair novas dívidas é uma dica muito importante!

2. Crie um fundo emergencial

Prevenir-se para o futuro é a melhor forma de manter a saúde do seu orçamento pessoal. Por esse motivo, os valores do décimo terceiro podem ajudar a compor um fundo emergencial que não terá utilização específica, apenas dará mais corpo à sua poupança.

Uma boa estratégia para gastar o dinheiro é com a criação de uma reserva que possa manter as contas em dia por, pelo menos, seis meses, prazo razoável para conseguir uma nova colocação no mercado de trabalho, em caso de desemprego, por exemplo.

É importante que o seu fundo seja investido em uma poupança ou títulos de liquidez imediata. Não é interessante atrelar o seu dinheiro a investimento que necessite de um período mínimo de rendimento, já que em caso de necessidade você não terá acesso ao dinheiro, a não ser que perca o retorno atrelado ao contrato.

3. Invista no Tesouro Direto

Para quem está iniciando na prática de investir dinheiro, uma opção tão segura quanto a poupança é o Tesouro Direto. Sem riscos iminentes e com rendimentos atrativos, em períodos de crise essa opção de investimento ganhou muita força no mercado.

Mesmo com a queda da taxa Selic, um dos fatores da lucratividade do Tesouro Direto, ele é ainda uma boa aplicação. Isso se deve ao fator inflação, que está em alta e por esse motivo eleva os rendimentos.

Assim, para quem deseja investir o décimo terceiro, a poupança não passa de 0,6% ao mês em rendimento. O Tesouro Direto deve ultrapassar dois dígitos, aumentando os ganhos reais do investidor, sem os riscos que são encontrados em outros ativos negociados.

4. Analise os investimentos no mercado de imóveis

Nesse período da economia brasileira, tendo o governo federal alterado as regras para a participação em programas habitacionais como o Minha Casa Minha Vida, a compra de imóveis passou a ser uma opção interessante de investimento para o décimo terceiro.

Como as taxas de juros, condições e prazos de pagamento são mais atraentes e flexíveis dentro desse programa, para quem está planejando adquirir um imóvel é perfeitamente possível usar o valor recebido no décimo terceiro para dar de entrada em uma casa. Lembre que, quanto mais alta a entrada, mais baixas serão as parcelas contraídas na contratação de um financiamento habitacional.

No caso das pessoas que já estão com imóveis financiados, o décimo terceiro pode ajudar a amortizar a dívida e diminuir o valor das parcelas que ainda estão em aberto ou reduzir o prazo total para pagamento do financiamento.

Para quem busca imóveis na planta, a entrada é parcelada durante o tempo restante da obra. Se você tiver em mão o dinheiro do seu décimo terceiro, pode negociar esse valor para pagamento à vista e obter benefícios nessa negociação.

Por que investir o décimo terceiro?

Para quem tem as contas em dia, principalmente se já está preparado para arcar com os gastos extras que são comuns no início do ano (IPVA, IPTU, entre outros), o décimo terceiro pode ser uma fonte para iniciar os investimentos para os próximos meses.

Sem precisar dispor de todo o montante para essa finalidade, é possível criar uma carteira variada e interessante que trará rendimentos futuros, sempre lembrando que alguns ativos e títulos que você venha a adquirir não poderão dar liquidez ao montante  investido. Por isso, prefira os títulos de liquidez diária, para ter a disponibilidade imediata do dinheiro.

Então, pense nas opções com calma e decida qual o melhor direcionamento para investir o seu décimo terceiro. Um bom planejamento para alcançar os seus objetivos trará mais clareza na sua tomada de decisões.

Preparar-se para o futuro é a melhor maneira de se prevenir contra as inconsistências econômicas que o Brasil está vivendo. Por isso, tenha em mente todas as possibilidades e poupe sempre que possível. Assim, você verá o seu dinheiro rendendo e não sendo jogado fora.

E aí, gostou das dicas? Está pronto para investir o seu décimo terceiro? Então, deixe um comentário e compartilhe suas opiniões e dúvidas!