Ao adquirir um novo imóvel, alguns momentos podem ser uma grande dor de cabeça, como fazer mudança, por exemplo. Antes de entrar na nova residência é preciso planejamento e organização para evitar aborrecimentos maiores.

Transporte, limpeza, empacotamento, esses são apenas algumas das preocupações na hora de mudar de casa. No entanto, essa tarefa pode se tornar prazerosa e memorável se realizada da maneira correta, evitando grandes dificuldades e transtornos.

Pensando nisso, separamos algumas informações que são essenciais nesse período de novidades e incertezas na vida de muitas famílias. Continue conosco e descubra a melhor maneira de fazer uma mudança sem estresse!

Planejando a mudança

Para realizar uma mudança sem maiores preocupações e imprevistos, é preciso dividi-la em duas partes: planejamento e execução. Na primeira parte, você deverá reunir tudo o que precisa ser feito e planejar, deixando pronto para o grande dia.

Providencie os materiais necessários

O processo de empacotamento exige alguns materiais para agilizar o processo e otimizar seu tempo. Organize os seguintes itens antes de iniciar:

  • caixas de papelão de tamanhos variados;

  • folhas de jornal;

  • plástico bolha;

  • tesoura;

  • fita adesiva de alta resistência;

  • canetas de ponta grossa para identificação.

Identifique os pertences

Para que no dia da mudança as caixas sejam levadas e empilhadas nos lugares corretos, é preciso planejamento. Identifique-as de acordo com seus pertences, evitando confusão no momento de descarregá-las na nova residência.

Uma boa ideia é utilizar cores para indicar cada cômodo. Marque, por exemplo, verde em todas as caixas com utensílios e pertences para cozinha e azul para os do banheiro, isso vai ajudar a identificar imediatamente os objetos de cada ambiente.

Embale os objetos de acordo com a necessidade

Embalar bem os objetos demanda tempo e paciência, mas somente isso vai evitar que eles se quebrem ou se percam no período da mudança. Peças frágeis como pratos, espelhos, quadros e outros utensílios que podem quebrar, devem ser envolvidos com materiais macios como toalhas, plástico bolha e, até mesmo, lençóis, antes de irem para as caixas.

Embale-os quantas vezes for necessário, pois nem toda empresa de transportes realiza o processo de empacotamento, nem se responsabiliza por danos causados. Além dos vidros, embrulhe objetos como perfumes, e outros frascos que possam vazar, vedando-os da melhor maneira possível.

Permita que móveis como poltronas, mesas, armários e cadeiras sejam transportados pela empresa, disponibilizando maior atenção aos pertences menores. Ao iniciar o empacotamento, coloque os objetos mais pesados no fundo da caixa, deixando os mais leves por cima.

Separe uma pequena caixa para colocar objetos de valor — sentimental ou econômico — e documentos pessoais. Em outra, armazene cabos, parafusos e fios de eletrodomésticos que forem desmontados, evitando que sejam extraviados.

Desapegue das coisas que não são mais necessárias

Aproveite o momento em que tudo será retirado do armário e separe o que estiver esquecido e fora de uso. Lembre-se que esses itens serão apenas volume e peso na sua mudança. Separe-os e faça uma doação, ou bazar, abrindo espaço para novas aquisições.

Contrate uma empresa especializada

A mudança sempre pode ser realizada por conta própria, entretanto, ter o serviço de uma empresa especialista no assunto garante ajuda no transporte de forma segura e prática, além de ter profissionais à disposição para montar os móveis no novo imóvel.

Antes de decidir qual empresa escolher, considere, além dos serviços oferecidos, planos como o de seguro contra danos durante a realização da mudança. Mantenha contato frequente e tire todas as dúvidas com a transportadora antes do dia da mudança. Não esqueça de levar com você os pertences de valor e documentos.

Realizando a mudança

A execução da mudança não é somente o ato de levar os pertences de uma residência à outra, mas também preparar um ambiente para receber móveis, objetos e pessoas.

Prepare o novo imóvel

A nova residência deve ser avaliada antes da mudança. Para casos em que o imóvel é usado, pode conter antigos pertences e entulhos deixados pelos moradores anteriores. Em casos de nova residência, podem existir restos de materiais utilizados na construção e lixo. Por isso, é necessário que o ambiente seja higienizado adequadamente para receber os moradores e pertences.

Um espaço ainda sem móveis facilita a realização da limpeza completa, aproveite para limpar paredes, pisos, telhados, interruptores e outros, iniciando pelos ambientes que tiverem mais sujeira.

Inspecione fios, tomadas, fechaduras e se há necessidade de nova pintura ou, até mesmo, dedetização. Além disso, certifique-se de medir os vãos das portas para confirmar a passagem dos móveis. Coloque lâmpadas, cheque água, energia e gás para não passar por nenhuma chateação.

Organize os itens após o transporte

Após o transporte é a hora de desempacotar os pertences e colocá-los em seus novos lugares. A organização é muito importante nesse momento para evitar que as caixas fiquem espalhadas durante dias pelo local.

Com elas identificadas, é mais fácil colocá-las em seu cômodo específico, facilitando a organização e impedindo que objetos sejam perdidos durante o período. O mais indicado é começar a organizar os objetos pelo banheiro, cozinha e quarto.

Esses cômodos são os mais utilizados, dessa forma, comece pelos alimentos, utensílios mais usados, como talheres, pratos, toalhas, lençóis, roupas e depois itens frágeis, que correm risco de quebrar.

Prepare-se para imprevistos

Mesmo com todo planejamento e organização, nem sempre as coisas acontecem como esperamos. Imprevistos podem ocorrer e programar-se para eles também é necessário, evitando estresse e outros aborrecimentos.

Tenha sempre em mãos uma caixa de ferramentas, em dia de mudança é quando ela será utilizada. Para tentar diminuir ainda mais situações inesperadas, fique atento para os seguintes pontos:

  • verifique documentos importantes dos imóveis;

  • cheque o que será levado antes de iniciar o transporte;

  • comunique o novo endereço para receber corretamente as correspondências;

  • verifique a voltagem das tomadas antes de ligar eletrodomésticos;

  • informe o dia da mudança para o porteiro ou síndico, em caso de prédio.

Você pôde perceber que a mudança nem sempre precisa ser um sofrimento se realizada de forma organizada. Seguindo todas essas orientações, você já sabe como fazer mudança sem estresse e sem maiores complicações.

Gostou das dicas? Está pronto para mudar de imóvel? Então, deixe um comentário e compartilhe sua opinião conosco!