decisão de compra de um imóvel requer muita atenção e planejamento. Para encontrar a melhor opção de negócio, o atendimento de uma corretora imobiliária eficiente é primordial.

A burocracia que envolve esse momento importante faz com que todos os detalhes tenham que ser analisados minuciosamente.

É preciso contar com o apoio de um profissional qualificado, que tenha informações não só relativas ao empreendimento do portfólio, mas também sobre financiamentos, documentação, possibilidades de pagamento, entre outros detalhes.

Passando pela pesquisa dos imóveis, a assinatura do contrato e a aquisição das chaves, o caminho é longo, mas pode ser agilizado por profissionais que conheçam esse mercado.

Mas afinal, como depositar um sonho nas mãos do profissional correto? Como escolher uma ajuda que pode somar para a aquisição do imóvel? Confira 7 dicas para fugir das ciladas e evite que a compra vire um pesadelo!

1. Procure uma empresa com um bom histórico no mercado

Faça uma ampla pesquisa sobre as empresas e seu relacionamento com os clientes e funcionários. Verifique as reclamações e também os elogios com bastante atenção.

Como os negócios passados da empresa marcam sua trajetória no mercado, não feche os olhos caso encontre evidências de problemas anteriores.

A internet é uma ferramenta poderosa na hora da pesquisa. Procure utilizá-la tanto para localizar empreendimentos e imóveis que interessam quanto para pesquisar sobre a reputação da imobiliária.

2. Informe-se com os clientes sobre a qualidade no atendimento da corretora imobiliária

Se você busca por informações precisas, vá direto ao ponto! Converse com outras pessoas que usaram os serviços da empresa e entenda quais foram as dificuldades e facilidades promovidas pela imobiliária na hora de fechar um negócio.

Busque também entender como é o atendimento da empresa em um empreendimento específico, que atenda às suas necessidades. Converse com outros clientes que tenham fechado negócio nesse mesmo local, procure também referências de outras imobiliárias em que os clientes foram atendidos.

Antes de fechar um negócio, é preciso entender todas as opções do mercado e quais atendem às suas necessidades, seja nos serviços, seja nos produtos.

3. Os profissionais precisam ser qualificados e registrados no CRECI

Bons profissionais buscam uma constante qualificação e estão em dia com as suas obrigações. Antes de fechar uma negociação, se o registro no Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI) ainda não foi apresentado pelo corretor, faça você mesmo uma pesquisa minuciosa.

A empresa também deve estar legalmente registrada para exercer as atividades relacionadas e sem restrições judiciais para a sua atuação.

É importante verificar esses dados, que parecem ser até irrelevantes durante o processo. Porém, pela atuação desses profissionais estar amparada por um órgão que regulamenta e fiscaliza as atividades, a empresa e os funcionários tendem a oferecer um serviço de melhor qualidade.

4. Confira os imóveis do portfólio da empresa

O portfólio da empresa mostra sua capacidade de atendimento! As empresas que prestam serviços de qualidade costumam ter uma gama diferenciada de opções de empreendimentos dos mais variados padrões, com as novidades do mercado e depoimentos de clientes satisfeitos.

Por isso, fique tento aos imóveis que estão sendo disponibilizados pela imobiliária. Se a maioria do portfólio for composta por apartamentos ou casas antigas, com alguns defeitos e com problemas de localização, esse não é um bom sinal.

5. Visite o escritório da imobiliária e verifique como é realizado o trabalho

Nada melhor do que vivenciar uma experiência. Por isso, fazer uma visita ao escritório e verificar como é o funcionamento da empresa pode ser uma boa opção na hora da escolha. Quando a imobiliária tem condições plenas de atuação, ela, com certeza, investe no visual e no atendimento ao cliente.

Fique atento à rotina, ao acúmulo de papéis, à limpeza e à forma como os profissionais recebem os clientes, mesmo que eles sejam apenas potenciais compradores.

Uma imobiliária trabalha diretamente com pessoas e imóveis, por isso ela precisa mostrar organização e eficiência. Caso contrário, como fazer o cliente acreditar que ela é capaz de gerenciar um imóvel de terceiros?

6. Analise a acessibilidade, o orçamento e o conhecimento dos profissionais da imobiliária

Quando o profissional tem a qualificação necessária para o atendimento aos clientes, ele conhece as possibilidades de pagamento, faz um orçamento detalhado e realista e repassa as informações relevantes para a negociação desde a primeira conversa.

Por exemplo, financiar um imóvel pode ser uma maneira econômica de aquisição. Com uma faixa de renda específica, os programas do governo ofertam taxas de juros mais interessantes que o pagamento à vista.

O corretor precisa informar todas as opções de pagamento, dar acessibilidade aos documentos relativos ao imóvel, para que o cliente possa buscar linhas de financiamento próprias, além de mostrar quais são os caminhos necessários para a compra, assinatura de contrato e documentação de transferência de propriedade.

Outra possibilidade que a corretora pode oferecer ao cliente é o consórcio. Essa modalidade de compra está ganhando bastante espaço no mercado, já que é a mais econômica para quem está planejando a aquisição do imóvel para os próximos anos. A adesão em grupos de consórcio, com parcelas fixas e prazo definido, dispensa o pagamento de taxas de juros e dá mais autonomia para o comprador quando ele está com a carta de crédito em mãos.

O cliente precisa de uma consultoria especializada no assunto para não incorrer em erros. Se o trabalho do corretor for exemplar, uma relação de confiança pode ser estabelecida.

7. Fique sempre de olho nos documentos, tanto da empresa quanto do imóvel

A burocracia é parte fundamental do processo. A proposta para o cliente deve ser documentada e específica para cada imóvel. Observe quais são os cálculos que compõem essa proposta para entender o valor cobrado. Se não existir transparência entre o corretor e o cliente, fuja dessa negociação.

Se o imóvel não for novo, confira o histórico de registro. É preciso verificar se existem pendências que impeçam a transferência de propriedade ou alguma restrição judicial de venda.

Quanto à empresa, a idoneidade é fundamental. Se os contratos, propostas ou outros documentos forem apresentados em nomes de pessoa física ou de outras empresas, não confie na negociação. 

É preciso sempre procurar profissionais da área para auxiliar na aquisição de imóveis. Pesquise, compare e busque informações relacionadas à corretora que vão ajudar na realização do seu sonho da casa própria. É importante agir com a razão e escolher uma empresa idônea e que facilite o processo burocrático que compõe a aquisição de um imóvel.

Gostou deste texto com os passos para escolher uma corretora imobiliária de confiança? Então, que tal aproveitar a visita para assinar a nossa newsletter? Essa é uma excelente maneira de receber informações atualizadas sobre imóveis direto na sua caixa de entrada.