Seja para sair do aluguel ou porque a família vai aumentar, o momento de mudar de apartamento exige planejamento e atenção em algumas questões. Ponderar entre preferências e possibilidades permite escolher o melhor modelo de imóvel para morar junto à família.

Além disso, fatores como infraestrutura, bairro e localização devem ser considerados antes mesmo da mudança. Pensando na sua segurança e bem-estar, reunimos algumas informações que você deve conhecer antes de mudar de apartamento. Confira a seguir!

Decida entre compra ou aluguel

Comprar um imóvel é uma aplicação segura. Após quitar todo o valor, ele se torna um bem para toda a vida, trazendo um pouco mais de estabilidade para você e sua família. Você terá a tranquilidade de ser dono do seu próprio teto, sem se preocupar com quebra de contrato, mudanças inesperadas e aluguéis.

O imóvel adquirido também é um excelente investimento devido à sua valorização em relação ao local e tempo. Além disso, ter sua própria residência permite liberdade para modificar cômodos, pintar, reformar, furar e tudo que desejar, sem a necessidade de comunicar o verdadeiro dono da casa ou apartamento.

No entanto, o aluguel pode ter vantagens como contratos de curta duração (dando liberdade para mudar-se quando quiser) e baixo investimento inicial, por exemplo, exigindo-se um mês de aluguel adiantado ou a opção do seguro fiança.

O baixo reajuste no valor do aluguel é outra vantagem do imóvel locado. Em relação às prestações de um financiamento de imóvel, a despesa acaba se tornando mais vantajosa, já que compete com uma alta parcela reajustada.

Escolha o tipo de imóvel para morar

Seja para comprar ou alugar, decidir o tipo de imóvel para morar é o grande dilema para quem vai mudar. Escolher outro apartamento ou morar em uma casa? Cada opção tem vantagens e desvantagens que podem ser decididas somente por você e sua família.

Apartamento

Para quem procura privacidade e segurança, o apartamento é uma das opções ideais. A busca por imóveis com equipe de vigilância e portaria monitorada aumenta diariamente. O controle de entrada e saída de pessoas dentro de um prédio é um grande atrativo e tranquiliza os moradores.

Morando dentro de um condomínio, a única preocupação será no interior de seu imóvel, já que o pagamento da taxa é direcionado para manutenções e serviços terceirizados no espaço, como pintura, recapeamento, jardinagem e outros.

Ao escolher esse estilo de imóvel, você deve avaliar o bem-estar da família e a acessibilidade disponível. Decidir em qual andar do prédio morar dependerá da preferência e condições dos moradores.

Alguns preferem uma boa vista mais no alto, outros preferem a praticidade dos apartamentos térreos, o importante é garantir que o imóvel tenha segurança e acesso garantido para cada um.

É possível também reduzir despesas morando em apartamentos com área de lazer, que contam com quadras esportivas, academias, piscinas, espaço kids e playground, uma ótima opção para famílias com crianças. Para solteiros e casais jovens que preferem a economia, ainda existem opções de menor valor, como estúdios e kitnets.

Casa

Já para algumas pessoas, somente uma casa é capaz de dar privacidade e aconchego. Preocupações como regras de condomínio, vizinhos muito próximos e assuntos do tipo não agradam a todo público.

Uma casa também dá a liberdade para ter animais de estimação, cultivar uma horta ou jardim e descansar sem preocupações em seu próprio quintal. No entanto, a manutenção da propriedade fica por responsabilidade do morador, ao contrário dos prédios. Mesmo sem uma taxa de condomínio, é importante reservar dinheiro para esse tipo de imprevisto.

Saiba o que considerar antes de mudar de apartamento

Decidido o tipo de imóvel em que vai morar e se será comprado ou locado, chegou o momento de considerar fatores essenciais para não se arrepender pelo resto da vida.

Qualidade da infraestrutura

A autossuficiência do bairro também tem grande influência na valorização do imóvel. Estabelecimentos como farmácias, supermercados, padarias, correios, hospitais e casas lotéricas facilitam a vida dos moradores, tornando o local favorável para ocupação residencial.

Além do comércio, é importante considerar áreas verdes nas imediações do imóvel. Parques e jardins melhoram a qualidade do ar na região e oferecem aos moradores a oportunidade de praticar atividades saudáveis ao ar livre.

Condições do imóvel

Para imóveis que já foram habitados, é importante conferir as condições em que os antigos moradores o deixaram. Propriedades novas também devem ser analisadas antes de fechar negócio, observando acabamento e artigos utilizados. Materiais de primeira linha são característicos de casas de alto padrão, contribuindo para aumentar a valorização do imóvel.

Localização

Você pretende morar próximo a grandes centros ou em regiões mais tranquilas? Com o trânsito cada vez mais intenso nas cidades, a localização é um fator muito importante a ser considerado.

Vá até o local em que pretende morar em diferentes horários e dias da semana. Observe tráfego, oferta de transporte público, distância percorrida até o trabalho e serviços básicos, como escolas, hospitais, unidades de saúde, bancos e outros.

Além disso, considere a existência de comércios noturnos, como bares, restaurantes e boates. Você pode não se adaptar a toda agitação e ruídos noturnos em seu horário de descanso. Fique atento também a edificações geradoras de poluição, como indústrias.

Segurança

Dê preferência a um imóvel em uma região segura, com baixos índices de criminalidade. Observe o efetivo da segurança pública, se as ruas e comércios são monitorados por câmeras e se o bairro conta com patrulhamento.

Se você pretende ter a segurança de um apartamento, mas prefere mudar para uma casa, a opção de condomínio fechado é a ideal. Esse estilo de empreendimento conta com monitoramento 24 horas e acesso de entrada controlado.

No entanto, a segurança também depende da infraestrutura das construções para que não ocorram enchentes, alagamentos, desabamentos, incêndios e outros desastres ocasionados por má estrutura.

Informe-se quanto aos mecanismos de escoamento de água perto de seu futuro imóvel, sobre a presença de fios de alta tensão descascados, suporte de esgoto e outros aspectos que podem colocar a segurança dos moradores em risco.

Agora você já sabe as principais informações para mudar de apartamento. Reflita sobre o assunto e planeje sua mudança com calma e antecedência para evitar arrependimentos ou dores de cabeça no futuro.

E aí, ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Então, entre em contato conosco! Ficaremos felizes em ajudar!