O setor imobiliário está voltando a crescer com a retomada da economia brasileira. Junto à expansão, a permuta de imóveis vem ganhando cada vez mais espaço no mercado. Essa alternativa de pagamento proporciona vantagens aos negociantes e, por isso, deve receber a devida atenção.

Trata-se de uma espécie de troca que acontece quando o bem comprado tem valor equivalente, sendo a substituição uma forma de pagamento viável. Essa negociação é mais rápida e menos burocrática, uma vez que não envolve dinheiro: apenas a correta documentação.

Para ambos os lados, a permuta é interessante porque não é preciso aguardar o tempo necessário para que a pessoa venda um imóvel, transforme a propriedade em dinheiro e, depois, pague pelo bem a ser comprado em espécie. Essa transação só envolve valores físicos caso haja algum tipo de residual a ser pago — se o bem que está para ser adquirido for mais caro (ou vice-versa), por exemplo.

Se você não conhece os detalhes dessa opção de pagamento, preparamos um material que vai esclarecer muitas dúvidas sobre o assunto. Continue a leitura e confira informações importantes sobre a permuta imobiliária!

Quais são as condições necessárias para a permuta de imóveis?

Trata-se de uma transação comercial com respaldo na segurança jurídica, ou seja, essa modalidade de pagamento do mercado imobiliário é reconhecida por lei. No entanto, é necessário que haja um acordo formal entre as partes envolvidas, principalmente relativo aos valores de negociação.

Por esse motivo, antes de formalizar o negócio, comprador e vendedor devem avaliar seus imóveis com a devida confiança e embasados no mercado. A partir de então, os valores de cada edificação que serão praticados na negociação devem ser fixados.

Ambas as partes precisam estar de acordo com as condições de negócio. É comum que o comprador disponha de um imóvel de valor mais baixo e procure quitar a diferença por meio de um financiamento. Se o vendedor se propuser a aceitar, o negócio pode ser formalizado.

Como funciona um contrato de permuta imobiliária?

O contrato é parte fundamental da negociação! Ambas as partes devem ter muita atenção nessa hora. A finalização do negócio se dá mediante a transferência de escritura pública, portanto o contrato tem de prever todas as condições previamente acordadas entre os lados antes que a cessão de direito seja formalizada.

Outro quesito que deve estar expresso e acordado entre os negociadores se refere ao prazo de entrega dos imóveis e à responsabilidade sobre os tributos relativos à negociação. Tudo deve constar em contrato, para que nenhum ponto venha a ser contestado posteriormente.

Fique atento aos gastos na negociação, já que somente a escritura pública custará até 6% do valor do imóvel. Mas a vantagem se concentra na isenção do Imposto de Renda sob a transação quando não existe residual de pagamento, uma vez que os imóveis estão sendo permutados pelo mesmo valor.

Quais bens podem ser permutados?

Qualquer bem imóvel é passível de permuta. Dentro dessa premissa, tudo aquilo que possa ser incorporado (ou seja: construído) também pode ser permutado. Confira os possíveis alvos dessa transação:

  • casa e apartamento construídos ou em construção;
  • prédio construído com a finalidade de vendas isoladas das unidades;
  • unidade de forma única dentro de uma incorporação imobiliária;
  • lote desmembrado de um terreno;
  • terreno dentro de um loteamento;
  • terreno para venda, com ou sem construção.

Para qual perfil de clientes a permuta é indicada?

A permuta é ideal para clientes que já tenham um bem imóvel, mas queiram adquirir uma nova propriedade, se desfazendo da anterior. Para quem deseja trocar de casa ou apartamento, essa modalidade de pagamento é recomendada, já que diminui consideravelmente o tempo de transação.

Para investidores que têm terrenos sem construção, a permuta é uma forma de trocar a terra por unidades construídas. É possível negociar com as construtoras uma área específica e, em vez de pegar o pagamento em dinheiro, trocar por um apartamento ou uma casa no empreendimento que será construído.

Quais são as vantagens de fazer uma permuta?

Os benefícios estão diretamente relacionados com os objetivos do negociador. Tomando os devidos cuidados, a permuta pode ser uma opção interessante para quem almeja a troca do seu imóvel por outro com as características que atendam às suas necessidades.

Mas alguns pontos vantajosos nessa negociação podem ser listados. São eles:

  • isenção do Imposto de Renda na transação;
  • economia na compra e na venda do imóvel;
  • agilidade na negociação;
  • comodidade;
  • menor burocracia envolvida na transação.

Quais cuidados devem ser tomados durante essa transação?

Basicamente, os cuidados são os mesmos praticados na hora de comprar e vender imóveis. Mas, para ajudar você a entender um pouco melhor, separamos algumas dicas daquilo que não se pode deixar de verificar durante o processo de permuta:

  • confira a situação legal de ambos os bens envolvidos na transação: reúna uma documentação que comprove a disponibilidade para venda, verifique pendências jurídicas ou administrativas e avalie tudo o que possa invalidar a aquisição do imóvel;
  • busque por orientação profissional para não cometer erros: isso vale para a hora de fechar o contrato e reunir a documentação, além de contribuir para evitar riscos durante o processo e tornar o negócio mais seguro a ambas as partes envolvidas;
  • faça a verificação real da precificação do imóvel que está sendo permutado: contrate um avaliador confiável de imóveis, pois isso fará com que você não corra o risco de perder dinheiro na negociação;
  • antes de fechar negócio, verifique as vantagens da permuta para você: se o imóvel não atende às sus expectativas, por exemplo, mesmo que o vendedor aceite as condições de troca, esse pode não ser um excelente negócio para você.

Diante do cenário econômico atual, em que muitas famílias estão se desfazendo de suas propriedades devido ao alto custo e buscando por moradias menores, a permuta tem sido uma saída interessante para não perder dinheiro e trocar de casa o mais rápido possível. Pela agilidade na negociação, a permuta imobiliária vem ganhando espaço no mercado e é uma opção confiável para a aquisição de imóveis.

Gostou de nosso artigo sobre permuta de imóveis? São inúmeras as dúvidas que surgem quando o assunto é investimento no setor imobiliário! Por isso, que tal aproveitar sua visita ao blog e conferir tudo o que você precisa saber antes de comprar um imóvel? Boa leitura e até a próxima!