Morar em apartamento muitas vezes pode diminuir o sonho de ter um jardim, uma vez que o espaço para ter um cantinho verde é restrito para algumas espécies. Entretanto, é possível ter plantas em apartamento utilizando os tipos certos.

Em apartamentos pequenos, a alternativa de ter plantas dentro do imóvel contribui com o bem-estar e a qualidade de vida da família, purificando o ar do ambiente e colaborando com a decoração. Pensando nisso, separamos 11 opções de plantas que você pode cultivar no seu apartamento. Continue conosco e confira!

1. Bromélia

A bromélia é planta de pequeno porte que se torna peça marcante para a decoração. Apresenta o contraste das cores e tons que formam desenhos naturais, levando beleza para todo o ambiente. Com folhas delicadas, é indicada para lugares com bastante iluminação. No entanto, luz indireta, pois o sol pode queimar suas folhas.

A irrigação deve ser frequente e realizada na terra, evitando o acúmulo de água no caule da planta, que pode atrair insetos. Em dias quentes, utilize um borrifador para umedecê-la.

2. Begônia

Outra planta ideal para cultivar em imóveis menores é a begônia. Pequena e colorida, é ideal para ser cultivada em vasos sobre mesas e aparadores. Suas flores em forma de buquê são delicadas e decoram lindamente espaços centrais.

Exigem pouca luminosidade e devem ser regadas 3 vezes na semana, dependendo do estado de umidade. Além disso, precisa de adubagem e proteção contra sol e ventos diretos. Se o solo for mantido fértil, a begônia poderá viver por muito tempo.

3. Suculenta

A suculenta consegue viver longos períodos sem precisar de água devido à sua capacidade de armazenamento por meio de suas raízes e folhas grossas. São encontradas em modelos e tamanhos variados. Para serem cultivadas em lugares pequenos, podem ser utilizados minivasos, tampas ou até mesmo rolhas, deixando o ambiente moderno e delicado.

São fáceis de cultivar, pois apresentam suas necessidades nas folhas. Basta estar atento aos detalhes. Quando precisam de água, por exemplo, suas folhas ficam murchas. Já quando são irrigadas demais, sua base começa a apodrecer.

4. Cacto

Cactos são plantas fáceis de serem encontradas e cultivadas. Um clássico da decoração, o cacto precisa de pouco sol e água para sobreviver, não demandando grandes esforços. Devem ser regados a cada sete dias ou sempre que a terra estiver seca.

No entanto, evite encharcá-lo ou deixá-lo longos períodos exposto à luz solar para evitar que apodreça. Com modelos mini (que podem ser cultivados dentro de vasos pequeninos) e grande (excelentes para compor os cantos de um cômodo), devem ser escolhidos de acordo com os integrantes da casa (crianças e animais de estimação).

5. Zamioculca

Essa planta é ideal para quem não consegue se dedicar muito ao jardim, pois é muito resistente. É utilizada na decoração de interiores e tem folhagem brilhante e ornamental.

Versátil, pode viver com pouca ou muita luminosidade, sendo necessário cuidado apenas com a luz solar direta, que pode queimar suas folhas. São ideais para dar vida a lugares escuros, como corredores e salas sem janelas. Devem ser regadas apenas uma vez na semana e seu cultivo deve se dar longe de crianças, pois suas folhas são tóxicas.

6. Lança de São Jorge

Com folhas verticais em formato cilíndrico, a lança de São Jorge tem visual ornamental ideal para decorar cantos de ambientes internos. Fácil de cultivar, precisa ser irrigada uma vez a cada 2 semanas e pode ser plantada em vasos ou jardins de pedras.

Prefere lugares à meia-sombra, mas também podem viver em sol pleno. Suas folhas podem ser trançadas, oferecendo visual moderno para o ambiente. Como a zamioculca, são tóxicas e devem ser mantidas longe de crianças e animais.

7. Violetas

Pequenas e em diversas cores, as violetas são uma ótima opção para alegrar o cômodo em pequenos vasinhos. Preferem iluminação indireta, sendo ideais para locais como mesas de canto, bancadas e janelas.

São delicadas mas fáceis de cultivar, precisando de água somente 3 vezes na semana. Esses simples cuidados garantem que a violeta tenha flores durante todo o ano sem precisar de grandes esforços.

8. Palmeira Areca

De folhagem vistosa e elegante, essa planta pode ser utilizada para criar cercas vivas ou em vasos na sala. São flexíveis e muito utilizadas para compor o ambiente. Pode ser cultivada em luz direta, mas, quando vivem à meia luz, suas folhas ficam mais vistosas.

Devem ser irrigadas diariamente e mantidas em terra bem adubada.

9. Palmeira Ráfis

Essa planta oriental é sofisticada e compacta, ótima opção para interiores e coberturas. Não ocupa muito espaço, pois cresce para cima e suas folhas ficam no topo. Seus caules são finos e longos, lembrando o bambu. São fáceis de cultivar, preferindo ficar à meia-sombra, e devem receber água 1 vez na semana.

10. Jade

Com a aparência de uma mini árvore, essa planta diverte e alegra o ambiente. Seu desenvolvimento é um pouco mais demorado, no entanto, é tão encantadora que vale a pena esperar.

Deixe-a em um lugar em que receba luz solar direta em uma parte do dia, e indireta no restante do tempo. A irrigação deve ser de um modo que a terra esteja sempre úmida, porém, nunca encharcada.

11. Orquídea

A planta mais utilizada em interiores é a orquídea. Essa planta é muito usada para presentear pessoas queridas, o que torna comum tê-la em casa. Com várias espécies em diferentes cores, essa flor demanda poucos cuidados.

No entanto, é bastante delicada, por isso é indicado que sua haste seja escorada com um tutor. Também é uma vantagem para a planta substituir os vasos plásticos pelos de barro, para que tenham melhor drenagem de água. Seu cultivo deve ser realizado à meia-sombra, e sua irrigação deve ser diretamente no substrato, uma vez na semana.

Você pôde acompanhar como é possível ter plantas em apartamento conhecendo 11 espécies ideais para esse tipo de imóvel. Invista em um cantinho verde para deixar sua casa energizada, aconchegante e decorada!

Este artigo foi útil? Então que tal compartilhá-lo com seus amigos em suas redes sociais?