O tamanho de imóveis pode ser uma questão que gera muitas dúvidas na família que busca uma residência própria. Uns querem cômodos maiores e mais espaços abertos, outros preferem uma casa mais aconchegante com locais menores. Mas uma coisa é certa: o imóvel deve acomodar todas as pessoas confortavelmente, além de proporcionar satisfação e tranquilidade.

Neste texto daremos algumas dicas de como escolher ou planejar uma casa com o tamanho ideal, agradando toda a família sem arrependimentos ou gastos desnecessários. Confira!

Quantidade de quartos

Falar sobre o tamanho de imóveis envolve vários fatores — e um dos pontos principais é a quantidade de quartos necessária. Isso vai variar de acordo com o número de pessoas que viverá na residência e também as características de cada pessoa. O ideal é que, além do casal, cada indivíduo tenha o seu quarto, mas isso pode ser relativizado em várias situações.

Existem irmãos que preferem um quarto duplo, para compartilhar as coisas e dormir no mesmo local — e quando os filhos são gêmeos e de menor idade isso também pode acontecer. O fato é que a quantidade maior de quartos aumentará o valor do imóvel, portanto você deve conciliar as necessidades com as possibilidades de pagamento.

Outro fator importante a ser considerado é a frequência com que a família recebe parentes ou amigos de locais mais afastados, que precisam de um local para dormir quando fazem uma visita. Isso pode trazer a necessidade de se ter um quarto de hóspedes, para tornar a recepção mais aconchegante.

Claro que se isso não for possível há boas opções para não deixar a visita desconfortável, como bicamas na sala ou mesmo utilizar o quarto de um filho para acomodar o convidado enquanto a criança dorme em outro local da casa, por exemplo.

Cômodos necessários

Além da quantidade de quartos necessária para a família, o tamanho de imóveis também é influenciado por quais cômodos são necessários para todos. Primeiro o número de banheiros que o imóvel terá, que depende muito da quantidade de pessoas. Casais com um filho só podem optar por apenas um banheiro, já famílias maiores precisarão de, pelo menos, dois.

Outro fator essencial para se considerar é a ocupação dos adultos. Aqueles que trabalham em casa ou fazem tarefas do emprego na residência podem necessitar de um escritório para ter mais tranquilidade e privacidade. Também pode ser preciso um cômodo como “depósito”, onde serão guardados objetos que não podem ficar nos outros locais da casa.

Se a família contrata um profissional de serviços gerais, cuidador ou outro trabalhador do gênero, também pode ser necessária uma dependência de serviço, para facilitar o trabalho e proporcionar mais conforto e privacidade para quem o realiza.

Aqui o importante é pesar o que é fundamental para que cada membro da família se sinta realmente em casa e possa desempenhar suas atividades com tranquilidade. Isso tudo deve ser pensado considerando também o orçamento disponível, tendo em vista que alguns cômodos podem facilitar alguns pontos, mas não são essenciais.

Tamanho dos cômodos

Definido o número de quartos e os cômodos necessários para o imóvel, também se deve pensar no tamanho de cada espaço para que a família se sinta confortável e possa ter uma boa qualidade de vida. Geralmente, quando há muitos filhos ou crianças pequenas serão necessários locais maiores para acomodar todos com conforto.

Já nas famílias em que não há muitas pessoas ou todos já são maiores, é possível optar por espaços menores e mais aconchegantes, para que todos possam passar um tempo juntos sem ter áreas que ficarão sem utilidade — o que representa um custo desnecessário.

Primeiro pense nos quartos: dependendo da quantidade de dormitórios e de quantas pessoas ficarão em cada um, o seu tamanho pode variar. Aqueles cômodos em que dormirão dois filhos precisam mais espaçosos, tendo em vista que terão duas camas e serão necessários armários maiores para as coisas de cada um.

Quando há apenas uma criança no quarto, ou mesmo algum filho mais velho, o espaço pode ser bem aproveitado, reduzindo o tamanho do cômodo e possibilitando que outras áreas sejam maiores. O quarto do casal dependerá mais do gosto dos ocupantes: há pessoas que preferem espaços maiores, já outras acham mais aconchegante um quarto menor.

O tamanho da sala também é essencial: isso dependerá bastante dos seus móveis e da família. Aquelas com várias pessoas precisam de uma sala de estar maior para que todos possam passar um tempo juntos com conforto. Sofás grandes ocupam muito espaço, por isso se deve pensar com antecedência no tamanho desse cômodo para conseguir conciliar tudo com tranquilidade.

Uma área da casa que às vezes é negligenciada em relação ao tamanho é a cozinha. Esse espaço é muito importante, principalmente para aqueles que gostam de fazer jantares ou almoços para várias pessoas — ou simplesmente cozinhar para a família no dia a dia.

Ela deve ser de um tamanho que acomode bem todos os eletrodomésticos como geladeira, freezer, forno e fogão, micro-ondas etc., e também os móveis específicos, como armários e pias. Além disso, o espaço de circulação também deve ser considerado, tendo em vista que é normal movimentar panelas ou recipientes quentes e a falta de área livre pode causar acidentes.

Esses fatores influenciam diretamente no tamanho de imóveis que são ideais para a sua família, tendo em vista que todos devem estar confortáveis. Se há um cômodo que vocês consideram mais importantes que outros, pode-se economizar espaço naqueles locais que não serão tão utilizados.

Área externa

Para escolher ou planejar o tamanho de imóveis que podem acomodar a sua família é necessário considerar também a área externa. Mas não pense que isso vale só para casas, porque os apartamentos também podem ter sacadas que suprem a sua necessidade, oferecendo um bom espaço extra à residência.

Esse local é importante principalmente para aquelas famílias com filhos pequenos, que precisam de um espaço para brincar e correr, quando há animais de estimação na casa ou mesmo quando há necessidade de um local fora da área interna para colocar uma churrasqueira ou algo do gênero.

Analise bem quais são as necessidades da família, se esse é um espaço fundamental e como será utilizado — tudo isso ajudará a definir o tamanho que ele deve ter ou mesmo se vocês realmente precisam de um local assim.

Lembre-se que tudo o que foi falado aqui em relação ao tamanho de imóveis depende também do seu orçamento: é possível economizar em espaço e área sem perder a qualidade e o conforto da casa. Aqueles que contam com uma boa reserva financeira podem optar por mais cômodos e uma área externa maior, mesmo que não sejam totalmente necessários.

Gostou desse texto? Então não deixe de assinar a nossa newsletter para receber outros posts assim diretamente em seu e-mail!